Instagram Youtube Flickr

Mostra de arte apresenta semelhanças entre cultura uruguaia e gaúcha

Em evidência na Galeria de Artes na sede Alto Petrópolis até o dia 31 de maio, a exposição “La Cumparsita: assim somos, assim nos vemos 100 anos depois”, uma parceria entre Grêmio Náutico União e Karla Beszkidnyak – nome a frente do Consulado Geral do Uruguai -, faz parte do calendário mundial de celebrações dos 100 anos do mais emblemático dos tangos: La Cumparsita.

Através de telas e esculturas sob a curadoria de Letícia Lau, cinco artistas plásticos radicados em Porto Alegre reproduzem a simbiose entre a identidade uruguaia atual e a inserção de cada um deles na sociedade gaúcha. Armando Gonzáles e Gustavo Nakle tratam em suas obras da região do pampa, referente a memória e cultura, enquanto Adriana Giora, Marisú Buquet e Mónica Kabregú incorporam a elegância e a sensualidade do tango em suas produções.

A abertura oficial ocorreu na noite de ontem (17) durante coquetel. Enquanto os artistas e os demais envolvidos na exposição recebiam as devidas felicitações, a música de Carlitos Magalhães e Roberto Pinheiro ecoava pela Praça dos Fundadores. Além da atração de dança com Vicky Dutra e Ricardo, cerca de 200 pessoas puderam ainda presenciar uma performance de arte guiada pelo ritmo do tango, quando foi registrado na tela instalada ao chão a impressão dos passos de dança.

O evento contou com a participação do Secretário de Cultura do Rio Grande do Sul Vitor Hugo, membros do corpo consular no Estado, presidente José Naja Neme da Silva, casal vice-presidente Cívico-Cultural Alexandre Makariewicz e Elise Longo, e demais autoridades.

 

Confira abaixo os registros do vernissage:

 

Foto: Realiza/ João Mattos