Instagram Youtube Flickr

Porto Alegre, centro do desenvolvimento do remo no Brasil a partir desta quinta

O esporte mais popular do Brasil tem sua origem diretamente ligado ao remo. Foi a partir da prática do remo que surgiram grandes clubes de futebol brasileiros como Vasco, Botafogo e o de maior torcida, Flamengo. Quando os alemães trouxeram o remo ao país motivaram também a fundação de clubes esportivos, dentro dos quais o nosso Grêmio Náutico União.

E uma das capitais brasileiras com mais tradição futebolística e esportiva do país encaminha-se para ser um grande centro de desenvolvimento do remo no Brasil. A partir desta quinta (23), a Ilha do Pavão recebe a 1ª edição do Campeonato Jovens Talentos de Remo. O torneio organizado pelo GNU e Confederação Brasileira de Remo com o apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) será voltado para atletas entre 14 e 18 anos.

“Com torneios para essa faixa etária estaremos estimulando as competições de formação, incentivando o crescimento da base do remo nacional como um todo”, destaca Marcello Varriale, coordenador técnico CBR e membro da Comissão de Competição da Federação Internacional de Remo (FISA), além de coordenador do Departamento de Remo do GNU. Segundo o técnico, em países com tradições no remo é comum a realização de regatas reunindo milhares de pessoas e que superam mil inscrições, mesmo nesta faixa etária, que é de atletas em começo da prática. “O atleta de remo chega ao seu auge após os 20 anos”, opina o vice-presidente de esportes e remador máster Paulo Prado.

A partir de 2018, o Jovens Talentos terá duas edições no ano até 2020, podendo ser estendido. Já nesta primeira edição a competição é homologada pelo calendário nacional e a partir da próxima etapa, prevista para abril, passará a integrar, também o calendário da FISA.

Com 190 guarnições inscritas, os números superaram as expectativas iniciais. Os participantes são, além do RS, de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pará, Pernambuco e Rio Grande Norte. Além disso, uma equipe do Chile se interessou e participará do evento. Não somente no Brasil, mas em toda a América Latina competições deste porte para a base são inéditas. “Acreditamos que já na próxima etapa o número de inscritos estrangeiros deve aumentar, o que dará um caráter internacional a competição”, projeta Prado.

As provas iniciam na quinta-feira, a partir das 15h30. Na sexta-feira, às 9h30 ocorrerá a cerimônia de abertura com a participação do medalhista mundial e remador olímpico William Giaretton, além dos presidentes da CBR, do GNU e Analista Técnica de Projetos da CBC Eliana Rodrigues. O torneio tem entrada franca para o público em geral. Confira a programação completa aqui

Fotos: João Mattos/ Realiza