Instagram Youtube Flickr

GNU recebe competição do calendário paralímpico

A qualificada estrutura do Parque Aquático Newton Silveira Netto, da Sede Moinhos de Vento mostrou seu potencial inclusivo. Dentro da água, 126 nadadores paralímpicos disputaram, entre os dias 10 11 de março a fase regional do Circuito Loterias Caixa de Natação paralímpica. A competição, uma das principais do calendário do paradesporto nacional, reuniu paratletas dos estados da Região Sul, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Na natação paralímpica, competem pessoas com deficiência visual, de mobilidade, membros amputados, entre outros. Dentro da água, as diferenças se limitam aos tempos no placar. Foi a percepção que jovens atletas da natação olímpica observaram ao acompanhar a competição. “Nunca tinha visto uma competição paralímpica, tem todo o tipo de pessoa que, mesmo com alguma deficiência, está aqui fazendo o que gosta e eles me inspiram muito a seguir em frente e passar por cima das dificuldades”, ressaltou Amanda Cardon, 14 anos, da Equipe infantil. Seu colega Renan Winkler, da equipe Infantil 2, se surpreendeu com o nível técnico dos competidores. “Acabei de ver agora, um nadador com uma saída melhor que muito atleta olímpico. Nunca tinha visto pessoalmente uma competição paralímpica, mas só muda um pouco o tempo em relação as competições que participou, porém estou achando eles muito bons tecnicamente, são realmente muito bons”, destaca.

O contato de outros atletas e do associado em geral com o esporte paraolímpico é uma das motivações da descentralização dos campeonatos, conforme explica o coordenador de eventos, Erinaldo Chagas “Piti”. “Aqui pode ter um associado que nunca viu uma competição paralímpica e que ao ver pode avisar um amigo ou parente que queira fazer a não sabia da possibilidade, aliás temos grandes exemplos de paratletas que começaram dessa forma, porque viram pela tevê porque alguém viu uma competição e avisou”.

Na recém formada equipe do Clube, um nome que começou na natação convencional, Susana Schnarndorf, prata nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Para ela, competir nas piscinas do GNU teve um sentimento especial. “Quando coloquei a toca para entrar na agua passou um filme na cabeça, acho que fazia uns 30 anos que não entrava nessa piscina para competir pelo Clube”, conta. Susana conquistou quatro medalhas ( 3 ouros e uma de prata) no campeonato.

IMG_3751 - reduzida

Na fase regional, além das medalhas, os atletas buscam índices que os credenciam para disputa da fase nacional. Além de Susana, Reginaldo Prado Souza e Mauricio Scota alcançaram os índices. Reginaldo, encerrou a competição como atleta com a maior pontuação no masculino e Mauricio teve o maior ITC entre os homens. A treinadora Ana Paula Brandão fez q quarta maior pontuação entre todos os técnicos da competição. A equipe que ainda contava com Thailys Mancia e João Hamilton Sanguitan, conquistou, no total 12 medalhas (sete de ouro,  quatro de prata e uma de bronze)

Confira o desempenho dos unionistas:

200m Livre Feminino

Susana Schnarndorf ( S05) – 1º lugar – 4min11s09

 

400m Livre Feminino

Thailys Mancia ( S09) – 2º lugar – 6min56s89

 

400m Livre Masculino

Reginaldo Prado de Souza ( S12) – 1º lugar – 5min51s19

João Hamilton Sanguitan ( S09) – 4º lugar – 5min47s98

 

100m Costas Masculino

Reginaldo Prado de Souza ( S12) – 1min36s81

Mauricio Scota ( S09) – 1min12s 1º lugar

 

50m Livre Feminino

Susana Schnarndorf ( S05) – 1º lugar – 53s86

Thailys Mancia ( S09) – 5º lugar – 41s57

 

50m Livre Masculino

João Hamilton Sanguitan ( S09) – 7º lugar – 32s54

Reginaldo Prado Souza ( S12) – 2º lugar – 31s04

 

200m Medley Masculino

Mauricio Scota ( S09) – 2º lugar

Reginaldo Prado Souza ( S12) – informações em breve

 

100m Livre Feminino

Susana Schnarndorf ( S05) – 1º lugar – 1min57s77

Thailyz Mancia ( S09) – 4º lugar – 1min30s03

 

100m Livre Masculino

Mauricio Scota ( S09) – 4º lugar – 01min09s05

João Hamilton Sanguitan ( S09) – 6º lugar – 1min12s01

Reginaldo Prado de Souza ( S12) – 1º lugar – 1min09s36

 

100m Peito Feminino

Susana Schnarndorf ( SB5) – 2º lugar – 2min35s63

 

100m Peito Masculino

Mauricio Scota ( SB8) – 3º lugar –  1min45s35

Reginaldo Prado de Souza ( SB12) – 1º lugar – 1min44s06

Foto Destaque: Daniel Zappe/ CPB / MPIX

 

Foto Equipe: Anna Magagnin

 

Convênio CBC

O GNU em parceria com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) investe na formação de seus atletas através de recursos descentralizados da nova Lei Pelé.

CBC_Selo_Formacao_Atletas-1