Instagram Youtube Flickr

Rio 2016: três esgrimistas em cadeira de rodas classificados para os Jogos Paralímpicos

E o Time GNU na Rio 2016 está maior. Mônica Santos e Fábio Damasceno, esgrimistas em cadeira de rodas, garantiram no dia 26 de maio, em São Paulo (SP), a classificação para os Jogos Paralímpicos ao vencerem suas provas no Regional das Américas, cujo título garantia a vaga.

Assim, os atletas, junto ao unionista Jovane Guissone, se integram aos representantes brasileiros na Esgrima em Cadeira de Rodas. Três dos quatro representantes brasileiros na competição treinam no Clube, trabalho realizado em parceria com a Asssociação dos Servidores da Área de Segurança Pública Portadores de Deficiência do Estado do Rio Grande do Sul (Asasepode).

As sonhadas vagas vieram com duas medalhas de ouro. Mineiro radicado no Rio Grande do Sul, Fábio superou outro brasileiro na final da Espada A e conquistou o título, além da vaga no Florete A. Já Mônica venceu a prova de Florete A, repetindo o ouro de 2015 e garantindo a vaga. É a primeira vez que o Brasil classifica atletas para os Jogos Paralímpicos na categoria A.

Além deles, outros atletas do GNU fizeram bonito na competição que reúne participantes de cinco países. Ao todo, a equipe unionista retornou com 11 medalhas. Jovane, já classificado para os Jogos por seu desempenho no ranking na Espada B, venceu a prova de Florete B e conquistou o direito de participar das Paralímpiadas em duas provas.

No sábado, o Brasil foi campeão de Espada e Florete por equipe. Fábio Damasceno estava presente nas duas provas. Confira o desempenho dos atletas no Regional das Américas:

Espada Masculino categoria B
Ouro – Fábio Damasceno
Prata – Jovane Guissone
Bronze – Vanderson Chaves

Espada Masculino categoria A
Ouro – Fabio Damasceno

Florete Masculino categoria B
Ouro – Jovane Guissone
Bronze – Vanderson Chaves

Florete Feminino categoria A
Ouro – Mônica
Bronze – Rudineia Mânica

Espada Feminino categoria A
Bronze – Rudineia Mânica

Florete Masculino Equipe
Ouro – Brasil ( com Fábio Damasceno)

Espada Masculino Equipe
Ouro – Brasil ( com Fábio Damasceno)

 

Conheça os atletas

Mônica Santos

Com 20 anos e grávida, Mônica foi diagnostica com hemangioma muscular, doença rara que poderia deixá-la sem o movimento das pernas. A solução era interromper a gravidez e realizar uma cirurgia. Mônica, entretanto, escolheu pela filha Paola e encontrou na maternidade a força para superar a difícil adaptação na cadeira de rodas.

Foi como cadeirante que, incentivada pelo amigo Jovane, ela conheceu a esgrima. Desde 2012, a atleta integra a Seleção Brasileira, com o feito de ter sido a primeira brasileira a conquistar uma medalha internacional para a esgrima. Este ano ela estreia em Jogos Paralímpicos.

Fábio Damasceno

Damasceno, 34, sofreu uma lesão medular após ser baleado em 2002. O esgrimista natural de Governador Valadares (Minas Gerais) também participará pela primeira vez dos Jogos Paralímpicos, após conquistar o título no Regional das Américas. A confiança do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) foi adquirida através do êxito em competições de âmbito nacional. Além deste ano, Damasceno também competiu pela Seleção Brasileira em outras duas oportunidades: 2010 e 2012.

Jovane Guissone

Um tiro após um assalto transformou a vida do então vigilante. O jovem que cresceu no interior entrou em depressão e encontrou no esporte a forma de se curar da tristeza profunda. Dali pra frente, Jovane viu sua vida transformada pra sempre. Foi pegando ônibus e trem diariamente que o cadeirante chegou ao lugar mais alto do pódio em Londres. Hoje, com 33 anos, Jovane disputará sua segunda Paralímpiada, agora em duas provas.

 

Convênio CBC

A participação do GNU na competição teve o apoio da Confederação Brasileira de Clubes (CBC), através do convênio 032, que direciona investimentos para custeio dos atletas em formação em competições, dentro e fora de Porto Alegre (RS).

Convênio Ministério do Esporte

A parceria com o Ministério do Esporte direciona investimentos para a aquisição de materiais, equipamentos e uniformes para os atletas de Alto Rendimento, promovendo a modernização da infraestrutura esportiva no Clube.

Logo - CBC [final] Ministério do Esporte - Novo logo - Governo interino

Fotos: Divulgação CPB



Aplicativo GNU

Skip to content