Instagram Youtube Flickr

Esgrimistas olímpicas venezuelana e brasileira treinam no GNU

O clima olímpico tomou conta dos corredores da Sede Moinhos de Vento. Enquanto no Parque Aquático Newton Silveira Netto os nadadores franceses se preparam para os Jogos Olímpicos na Sala D’Armas, três esgrimistas classificadas para a competição no Rio treinam. E também no moderno espaço de esgrima, a língua falada não é só o português.

A venezuelana Isis Gimenez e a brasileira Thaís Rochel escolheram o GNU para sua preparação final, juntamente com a atleta GNU/Asasepode Monica Santos, classificada para os Jogos Paralímpicos. A brasileira é atleta do Pinheiros e treina na Itália, mas escolheu o clube gaúcho para sua preparação final.

“Eu conhecia o Teixeira da Seleção Brasileira e tenho um bom relacionamento com ele, como meu técnico fica na Itália, achei importante essa proximidade com ele para manter o foco e estar mais concentrada aqui em Porto Alegre”. A atleta treinou duas semanas no GNU e credita a qualificação da escola unionista de Florete Feminino outro fato decisivo para escolha do GNU na sua preparação final. “ As meninas estão num nível muito bom, sem falar que essa estrutura motiva os atletas a treinar mais, acho que isso ajuda até para novas gerações”, completa.

Foi a tradição floretista também um fator que atraiu a esgrimista venezuelana. “Queríamos treinar num local no país das Olimpíadas, de Florete Feminino é somente a Isis na equipe e por isso viemos para cá, para treinar com bons atletas dessa arma”, destacou Henrique Silva, treinador venezuelano que ficou cerca de uma semana no GNU, de onde vai direto para o Rio de Janeiro.

Foto: Divulgação



Aplicativo GNU

Skip to content