Instagram Youtube Flickr

Equipes de esgrima olímpica e paralímpica participam de aula de dança

O mês de julho foi marcado por um treinamento diferente para as equipes de esgrima olímpica e paralímpica do Grêmio Náutico União. Nas últimas semanas, atletas e alunos participara de aulas de dança ministradas pelo professor Fernando Campani.

“A dança passa noção de ritmo e equilíbrio, muito requisitados para a prática de esgrima”, explicou a preparadora física do departamento Cristiane Vidor. No começo do mês atletas da equipe e pré-equipe realizaram a aula, na sala Fitness da Sede Moinhos de Vento. Na última quinta-feira ( 20) foi a vez da equipe e escolinha de esgrima em Cadeira de Rodas fazer a aula.

Durante a aula, atletas da Ginástica Artística Feminina do Clube participaram da aula conjuntamente com as turmas paralímpicas de Esgrima. “Agradeço ao Fernando, à esportiva, ao Departamento de Esgrima e às meninas da GA pela participação. Que a gente possa passar pra elas noção de que somos pessoas com deficiência e, como diz a expressão, antes da palavra deficiência vem a pessoa. Foi muito legal a interação nossa com vocês”, falou Maurício Stempniak, instrutor GNU/Asasepode.

Alguns participantes eram cadeirantes outros com mobilidade reduzida. A importância de se sentir o ritmo para seguir a dança foi o principal fundamento abordado durante a aula, que encerrou com danças entre pares, cadeirantes e não cadeirantes.

Campani contou que, apesar de inusitado, já trabalha com pessoas com deficiência há algum tempo. “Há dois anos montei a coreografia para um casamento, no qual o noivo era cadeirante e foi muito emocionante, depois passei a realizar trabalhos junto a instituições de pessoas com deficiência”, relatou.

Diante de pais, professores e diversos colaboradores que assistiam a aula, o professor explicou os benefícios da dança para pessoas com deficiência. “A dança liberta, o que vemos é que a maior deficiência está muitas vezes na cabeça”, concluiu.

Fotos: Anna Magagnin



Skip to content