Instagram Youtube Flickr

A versatilidade de Viviane Jungblut: atleta do GNU se diferencia por conciliar Maratonas Aquáticas e piscina

“A cabeça que comanda”. Foi com essa frase que Viviane Jungblut explicou ao repórter como conseguira nadar a prova dos 400m Livre Feminino no Troféu Brasil de Natação, na última terça (17) – e ganhar – pouco mais de 48 horas depois de nadar 10km na Praia de Copabacana, Rio de Janeiro, e chegar em terceiro. A versatilidade é marca da atleta de 21 anos do Grêmio Náutico União. Característica que a coloca, cada vez mais, em um grupo seleto de atletas a nível mundial.

São poucos os nadadores que competem em águas abertas e piscina e conseguem se destacar em ambas. Campeã mundial e representante olímpica nas maratonas, Ana Marcela Cunha por exemplo, tem chegado atrás da gaúcha nas disputas de provas de fundo na piscina.  Outra exceção é o italiano Gregorio Paltrinieri, 23 anos, medalhista Rio 2016 na prova de 1500m livre e que em fevereiro deste ano, ganhou a prova de 4km na Austrália.

Enquanto isso, integra o rol de atletas das duas modalidades, a porto-alegrense Viviane Jungblut, que vem, de forma constante e crescente se destacando tanto em águas abertas quanto piscinas. Em, 2017, Viviane foi vice-campeã brasileira de Maratonas Aquáticas e conquistou duas medalhas de bronze nas etapas da Copa do Mundo na modalidade, competição que encerrou na nona posição. Enquanto isso, nas piscinas, somente tomando como base o Troféu Maria Lenk, no mesmo ano, a unionista foi campeã nos 800m e 1500m Livre e vice-campeã nos 400m livre. Em 2016, a nadadora do GNU foi campeã no Brasileiro das Maratonas, e ganhou as provas de 800m e 1500m Livre, e foi vice nos 400m no Maria Lenk.

No Troféu Brasil deste ano, a nadadora chegou em terceiro na prova de 10km na Praia de Copacabana. Na sua frente, apenas Ana Marcela e nada menos que a campeã olímpica Rio 2016 Sharon Van Rouwendaal. Dois dias depois, a unionista inicia sua ”maratona” particular na piscina. Ela nadaria todas as provas de fundo, 400m, 800m Livre e 1500m Livre. E ganhou as três. O feito, por si só, já a colocaria em lugar de destaque no cenário de natação. Há nove anos uma nadadora não ganhava as três provas no Troféu Maria Lenk. A última foi a chilena Kristel Kobrich, em 2009. Foi a primeira vez que uma brasileira ganhou as três provas na competição.

vivipodioeficiencia

“Nadar 10 quilômetros no domingo e 400m na terça não é fácil, são provas completamente diferentes, o modelo de treinamento varia”, explica Viviane. Apesar de serem provas longas, há diferenças consideráveis na preparação de um atleta para uma disputa de águas abertas em detrimento da piscina.

Segundo o professor Ricardo Ratto – que atualmente é supervisor de Maratonas Aquáticas da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos ( CBDA) – existem explicações físicas para o intervalo após uma prova longa. “Fisiologicamente, após uma prova de 10km, o organismo necessita de, pelo menos, 48 horas para se recuperar, repondo os reservas de glicogênio, através de descanso e uma nutrição adequada”, explica.

A preparação de longas distâncias, mesmo no período que antecede a competição é diferenciada. “Para os atletas que nadam longas distâncias a preparação é de ganhar força, quando se está distante da competição e em torno de quatro semanas antes se começa a reduzir a força e trabalhar a resistência”, explica o preparador físico de Natação do GNU Leonardo Fontanive Farias.

“As provas possuem valências parecidas, claro, mas nas maratonas os fatores naturais, as dificuldades do mar são pontos que diferenciam. Saber lidar com essas questões acaba sendo até mais decisivo numa prova que a questão técnica do nado do atleta”, explica Alexandre Pusssieldi, comentarista Sportv, ex-técnico e especialista em natação. Pussieldi lembra que, com a profissionalização recente das maratonas, cada vez menos os nadadores têm apresentado essa polivalência de competir em águas abertas e piscina.

A atleta representará o Brasil no Pan Pacific nas provas de Maratonas Aquáticas. Ela chegou a almejar a vaga também nas piscinas, mas acabou não conseguindo. Quando indagada sobre qual seu objetivo ela afirma que busca uma vaga olímpica nas águas abertas. Mas que, enquanto for possível, vai continuar nas piscinas.

E a versatilidade contribuiu para o título de nadadora mulher mais eficiente do Troféu Brasil de Natação. “Eu nadei uma prova de 10 quilômetros no domingo, o que nunca tinha acontecido antes pra mim, o mar estava bem agitado e foi bem cansativo, por isso acho que foi muito positivo eu ter ganhado as três provas na piscina, isso me deixou muito feliz e vou continuar treinando pra baixar meus tempos”, resumiu a pupila do técnico Christiano Klaser. Treinador, aliás, que revelou talentos como Samuel De Bona, nas maratonas, André Pereira e Fernando Scheffer, nas piscinas.

Com 21 anos, Viviane apresenta um currículo respeitável e um futuro promissor. Considerada disciplinada pela Comissão Técnica, ela concilia, desde 2014, a carreira de atleta com a faculdade. Viviane estuda Engenharia de Produção na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. No GNU, treina pelo menos seis dias por semana, em turnos pela manhã e tarde, com um turno de folga na semana. Em períodos próximos às competições, o treinamento ocorre nos sete dias da semana. Além de treinos na piscina – mesmo o treinamento para águas abertas é realizado em piscina – a atleta faz treino físico e tem o acompanhamento de fisioterapeuta, nutricionista e psicólogo do Clube.

Indagada sobre o futuro ela afirma, sem pestanejar “meu sonho é chegar numa olímpiada, Toquio 2020 para começar”. Se a cabeça que comanda o sonho de Viviane funcionar como neste Troféu Brasil, os gaúchos terão uma representante nos Jogos Olímpicos.

Confira o desempenho de Viviane no Troféu Brasil de Natação

Praia de Copacabana

Prova de 10 km

3º lugar e vice-campeã brasileira

Provas no Parque Aquático Maria Lenk

400m Livre Feminino – Final

1º lugar – 4min12s42

800m Livre Feminino

1º lugar – 8mins39s58

1500m Livre Feminino

1º lugar – 16min28s56

 

 

Fotos: Anna Magagnin/GNU

 



Skip to content