Instagram Youtube Flickr

Chefe da Delegação Masculina, Leonardo Finco avalia desempenho histórico no Pan

O treinador do Grêmio Náutico União Leonardo Finco, que é Chefe da Delegação da Equipe Masculina da Seleção Brasileira de Ginástica Artística avalia o desempenho da modalidade nos Jogos Pan-americanos de Lima, Peru. A modalidade encerra sua participação com a melhor campanha da história nos Jogos Pan-americanos. Foram onze medalhas no total, sendo quatro ouros, quatro pratas e três bronzes.

Em sua sétima participação nos Jogos Pan-americanos, o experiente  treinador que já atuou em três jogos olímpicos comemora e já projeta os próximos passos da Seleção. “Aqui em Lima atingimos nossos objetivos como grupo, foram oito medalhas da Ginástica Artística Masculina, sendo quatro ouros e quatro pratas. Os meninos se prepararam muito para esse evento que foi um dos dois mais importantes do ano, o outro será o Campeonato Mundial  em Stuttgart classificatório para os Jogos Olímpicos”, resume.  A equipe masculina garantiu, além do ouro por equipe, mais sete medalhas nos desempenhos individuais.

O mais jovem da equipe é o ginasta unionista Luis Porto, 22 anos. Junto a atletas consagrados, Luis representa a promessa de que o sucesso da modalidade desponta para os anos vindouros. O atleta contribuiu para o primeiro lugar conquistado pelo grupo na prova por equipes. “O Luis está evoluindo gradativamente. Aqui foi o estreante do grupo e colaborou muito para o resultado da equipe. Agora seguiremos trabalhando para os próximos eventos do ano”.

Esta foi o segundo grande desafio do ginasta após a cirurgia no tendão de Aquiles há nove meses, que o impediu de disputar o Mundial no ano passado. Em março, o ginasta foi bronze na Universíade. Com o resultado de Lima, se consolida no grupo que disputará o Mundial, em outubro, e buscará a classificação aos Jogos de Tóquio 2020.

Foto: Divulgação Time Brasil COB



Skip to content