Instagram Youtube Flickr

Alexandre Teixeira é escolhido como chefe da equipe brasileira de esgrima e irá aos Jogos Olímpicos pela 5ª vez

A Confederação Brasileira de Esgrima (CBE) divulgou nesta quinta-feira, 17, que o unionista Alexandre Teixeira será o chefe da equipe brasileira de esgrima nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Faltando pouco mais de um mês para o início da edição, a escolha por Tex, como é conhecido, reconhece os mais de 30 anos dedicados a esgrima brasileira. Mesmo em sua quinta participação olímpica, essa será sua primeira vez como chefe de equipe.

Já venho trabalhando como chefe de equipe, fazendo o curso de chefe de equipe do COB e fico muito feliz que a confederação tenha me escolhido pra essa vaga. Cada Olimpíada é única e essa, especialmente, será diferente das outras por conta dos protocolos, da pandemia… E o desafio é deixar atletas e técnicos focados somente em conquistar bons resultados. Essa é a função e o desafio do chefe de equipe. Ressalta, Teixeira.

Como bem destacado por Tex, a atuação do chefe de equipe em deixar atletas e técnicos focados na competição é fundamental para a conquista de bons resultados. Mesmo já tendo três participações em Olimpíadas e uma participação nos Jogos Olímpicos da Juventude, em 2014, a notícia da convocação foi recebida com entusiasmo da primeira vez.

Sem dúvida eu fico muito feliz em poder fazer parte do Time Brasil mais uma vez. Vai ser especial poder ver o Guilherme (Toldo) e a Nathalie (Moellhausen) jogarem, poder torcer e claro, ajudar.

A quinta participação olímpica chega com novos desafios, mas a experiência de ter estado ao lado de algumas das principais conquistas da esgrima brasileira fazem do unionista uma das pessoas mais capacitadas para a função.



Aplicativo GNU

Skip to content